Windows Live Messenger + Facebook

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Povo meritiense recupera orgulho com obras que estão transformando a cidade

As grandes obras em andamento em Meriti já estão conseguindo devolver ao povo o orgulho de ser meritiense. Mesmo com muito a fazer, o sentimento nas ruas é de esperança, conforme atestam vários moradores.  “Agora, com essas obras, só tem a melhorar” acredita o aposentado Pedro de Araújo, 67 anos, morador da Rua Itororó, no Jardim Sumaré. A esperança do aposentado é a mesma que emociona a dona-de-casa Maria Aparecida da Silva Francisco, 50, que perdeu todos os seus pertences durante os temporais de janeiro de 2010: “Graças a Deus pelas obras. Não é fácil ver o pouco que você conseguiu com tanta luta se perder”, declara, com lágrimas nos olhos. Maria Aparecida morava na casa 6 do lote 21, quadra 3 da rua. A água atingiu mais de dois metros no terreno que fica abaixo do nível da rua, onde vivem várias famílias. Homens da Defesa Civil tiveram que quebrar um muro nos fundos do terreno para que a água escoasse.
O sentimento de esperança está espalhado por todas as ruas onde acontecem as obras do PAC Drenagem, do PAC do Morro do Pau Branco e do PAC do Parque  Analândia. Na Rua Fluminense, no bairro Parque Novo Rio, um dos 12 que serão beneficiados com o PAC Drenagem, os moradores já comemoram. Morador do local há 44 anos, o aposentado Antonio Severino da Silva, 75 anos, diz que o socorro a algum vizinho era praticamente impossível. “Para levar alguém para o hospital a gente tinha que descer com ele nos braços até a rua de baixo, pois aqui nem trator subia”, revela.

Fotos Ronaldo Bapt

Animados, os moradores também fazem sua parte. A Barraca do Sargento, na esquina da Rua Fluminense com a Anastácio Corrêa, também está passando por uma pequena reforma. “É para combinar com as melhorias”, revela o proprietário, sem querer se identificar.Frequentador do bar e morador do bairro, o funcionário público José Carlos Nascimento, de 49 anos, está ansioso. “A expectativa é a melhor possível, pois nunca nada foi feito para mudar a situação. Agora estamos vendo todo esse movimento de obras e temos muita fé de que tudo vai mudar”, declara.


No Centro, as obras do programa Somando Forças, parceria com o governo estadual, também deixa comerciantes e moradores eufóricos. As calçadas estão sendo totalmente reformadas e os calçadões vão aumentar o movimento comercial. Na Praça da Matriz, um chafariz com efeitos de som e luz é candidato sério a Maravilha da Cidade, fazendo conjunto com a Igreja da Matriz, principal monumento religioso meritiense.
As obras do PAC do Morro do Pau branco também estão em ritmo alucinante. Um sistema de drenagem de águas das chuvas está sendo implantado para acabar com as enchentes que davam prejuízo ao comércio de Vila dos Teles, que poderá voltar a ostentar o título de um dos pólos comerciais mais importantes da Baixada.
Além de drenagem e sistema de esgotos, o projeto prevê pavimentação de ruas, regularização do abastecimento de água, reflorestamento e regularização fundiária, levando dignidade aos moradores.

No Parque Analândia, a primeira fase de construção de 180 apartamentos está bem avançada. Das 70 unidades desta fase, cerca de 80% já estão com o térreo construído e 60% com a parte superior. Após todas as unidades serem erguidas, os operários passarão a se dedicar ao acabamento.
Orçado em R$ 13 milhões, o projeto vai favorecer e conceder condições dignas de sobrevivência a milhares de meritienses.
No projeto está previsto, além da construção de 180 apartamentos, pavimentação, sistema abastecimento de água e de coleta e tratamento de esgotos, creche comunitária, posto de saúde, quadra de esportes e horto comunitário.
As Casas                                                                  


Fotos Ronaldo Bapt

Serão dois condomínios nas partes Oeste e Leste do terreno: um com 70 apartamentos, já com as obras adiantadas, e outro, com 110 residências, divididos em pequenos blocos de três pavimentos. Cada apartamento terá 33 metros quadrados, com quarto, sala, cozinha e banheiro, com possibilidade de até mais um cômodo. As entradas são independentes. A Prefeitura deverá fazer fiscalização constante para que não haja alterações no projeto, como a construção de puxadinhos e biroscas.


por:Marcia Rosario

Nenhum comentário:

Postar um comentário