Windows Live Messenger + Facebook

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

RICARDO ELETRO IGNORA OS DIREITOS DO CONSUMIDOR.

A rede de lojas  varejista Ricardo Eletro tem como slogan Preço é Tudo, o que para consumidor é uma oportunidade de comparar preços e adquirir  o produto desejado pelo valor que pode pagar. É o que mais o consumidor desejaria.
Ao entrar na loja, o consumidor e  atendido com toda simpatia e profissionalismo dos vendedores. Encontrando a mercadoria, e após ter suas duvidas sanadas pelo respectivo vendedor sempre muito atencioso,  você é surpreendido com uma informação de que a Ricardo Eletro dará um desconto de 21,62% no produto escolhido. O que mais poderíamos esperar, pois Preço é Tudo! Muito satisfeito, você se dirige ao caixa para efetuar o pagamento, afinal obteve um desconto maravilhoso.
Com um pouco de cuidado  confere o cupom fiscal e tem uma surpresa, percebe que lhe foi cobrado um valor de R$ 5.99 (cinco reais e noventa e nove centavos) por um SEGURO CAMINHÃO DA SORTE, tal cobrança cujo você, consumidor não foi consultado quanto ao desejo de participar da promoção.
Neste momento, você procura pelo vendedor que lhe atendeu e o mesmo diz que o seguro não lhe foi oferecido por que todos os clientes aceitam,  e caso você não queira  é só recusar o premio de 13.000.00 ( treze mil reais) caso seja sorteado! Ou optar pelo não pagamento do seguro e pagar o real valor da mercadoria.
Afinal, você tem desconto ou não? Pois Preço não é Tudo?
Você fica perplexo com tal resposta, e resolve procura pelo gerente da loja para maiores esclarecimentos,  e para sua surpresa, o mesmo orienta que procure o vendedor que lhe atendeu, de modo a obter uma explicação do fato. O gerente ao ser indagado pelo cliente já exaltado por não obter uma coerente explicação para tal cobrança indevida obtém como resposta, que o mesmo conversará com o vendedor.
Mais você consumidor se ver obrigado a pagar o seguro Caminhão da Sorte, em uma cobrança indevida,  se desejar obter o desconto ilusório.
Essa pátria que me pariu, infelizmente concede direitos aos grandes e poderosos lojistas a realizarem propagandas ilusórias violando os direitos dos consumidores brasileiros. Onde fica a final a Ética profissional e o respeito com o consumidor, nessa Pátria Mãe Gentil.
Um Beijo do seu amigo Bapt

Nenhum comentário:

Postar um comentário